Cursos online Faça um curso online com certificado
Cursos online Passo a passo para lembrancinhas

PESQUISE - USE PALAVRAS SEM ACENTO

Custom Search

segunda-feira, 5 de março de 2012

0 blogger

Mãe como é que eu fui parar na barriga?


"Mãe, como é que o bebê vai parar dentro da barriga"? Mãe, como foi que eu nasci"? Falar sobre sexo com as crianças ainda é um tabu para muitas famílias, que simplesmente não sabem o que responder.



Há casos de pessoas que inventam histórias mirabolantes ou simplesmente  preferem mudar de assunto, como se a criança fosse deixar para lá sua curiosidade.
As psicólogas Paula Pessoa Carvalho e Jéssica Fogaça, especializadas em Terapia Clínica Analítico Comportamental e pesquisadoras sobre sexualidade infantil, explicam que os pais não devem entrar em pânico, muito menos mentir. "Não tem que inventar história de cegonha, nem semente, mas contar sempre a verdade. É claro que se a criança for muito pequena, a mãe não dará uma explicação super detalhada sobre as diferenças entre parto normal e cesárea, por exemplo, mas contará o que for necessário para a criança compreender', diz Jéssica.

Paula lembra que uma forma de falar sobre sexo com os filhos é sempre voltar com uma pergunta para a criança. Por exemplo, quando ela perguntar como nasceu, os pais podem responder com outra pergunta: "como você acha que nasceu?". A partir da resposta da criança e do que ela souber, os pais terão mais abertura para tratar o assunto.

"Os pais devem manter a calma e saber ouvir e responder a todas as questões dos filhos. Quando falam a verdade, se tornam uma fonte segura para as crianças e com isso, elas confiarão nos pais para contar a verdade sempre", lembram as psicólogas.

Outra situação que pode deixar os pais encabulados ocorre quando a criança começa a descobrir o próprio corpo e a se tocar. Não se deve repreender o comportamento da criança. "A sexualidade para a criança é um monte de sensações gostosas. A criança não tem o conhecimento e o corpo dela não é preparado para o coito. Os pais não devem dizer que é ruim e a criança tem que entender pelo ponto de vista dela", diz Paula.

E quando a criança nunca faz perguntas?  Enquanto umas podem parecer super curiosas, outras parecem não ligar a mínima para o assunto. O que não significa que falar sobre sexo deve ser ignorado.

"Se até os 7 anos a criança não perguntou nada, então está na hora de conversar com ela. Os pais não têm do que se envergonhar. Afinal, aquela criança foi concebida em um momento de muito amor da mamãe e do papai e é resultado desse amor", diz Jéssica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo seu recadinhooooooooooo!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Digite seu email e receba nossas dicas!