Cursos online Faça um curso online com certificado
Cursos online Passo a passo para lembrancinhas

PESQUISE - USE PALAVRAS SEM ACENTO

Custom Search

sábado, 24 de março de 2012

0 blogger

Problemas e hábitos que prejudicam a amamentação


A correta posição da mamada confere tanto para a mãe como para o bebê prazer na amamentação. Mas, se ela estiver inadequada, a lactante pode apresentar algum tipo de lesão ou inflamação no mamilo. Veja problemas mais frequentes da baixa ou falta de produção do leite e as medidas para tratá-los. 


Fissuras e rachaduras
São importantes fatores de risco para o desmame precoce e é preciso preveni-las já na primeira mamada. As lesões acontecem porque o bebê suga o mamilo em vez da aréola. "Ele ficará muito tempo sugando e não conseguirá extrair o leite. Assim, solicitará a mama com mais frequência, pode ter o peso comprometido e certamente causará lesões nos mamilos", afirma Grasielly.
A melhor maneira de prevenir fissuras é realizar a "pega" de maneira adequada. O bebê que consegue abocanhar grande parte da aréola materna tem condições de realizar uma sucção nutritiva e extrai com facilidade o leite. "Com isso o mamilo fica livre de lesões, o bebê se mostra saciado, dorme melhor, fica mais calmo e ganha peso adequadamente".
Para prevenir rachaduras, a nutricionista Mariana Fróes recomenda que a mãe, já na gravidez, tome sol no bico do peito. "Não é para 'torrar' no sol, basta ficar alguns minutos por dia, na manhã ou no final da tarde. Outras dicas são limpar o bico do peito com o próprio leite, mantê-los secos e não esfregar com esponjas. O sol antes e durante é recomendado, mas se a inflamação continuar a mãe deve procurar o médico", orienta.
Mastite
A mastite é uma infecção causada por micro-organismos que podem entrar na mama por meio de lesões, ou não nos mamilos. A amamentação inadequada é um importante fator de predisposição. As mães sentem mal estar, coriza, febre e nódulo nas mamas, que ficam doloridas e avermelhadas. "As mamas ficam cheias, pesadas e o edema pode bloquear os ductos mamários, dificultando a passagem do leite", menciona a enfermeira.
O tratamento da mastite pode requerer uso de antibiótico e a recomendação é que a mãe continue amamentando do lado afetado em livre demanda. "A mãe deve organizar a mamada, utilizar sutiã bem firme, fazer repouso, ingerir muita água e aplicar compressas quentes".
Abscesso mamário
Sua causa também está relacionada à amamentação inadequada, com longo intervalo entre as mamadas. É resultado de uma mastite não tratada ou que recebeu tratamento ineficaz. A mãe não tem febre, mas sente muita dor, as mamas ficam inchadas e com nódulos, a região em volta do ducto pode ficar avermelhada. A prevenção para o aparecimento do abscesso é realizar o total esvaziamento da mama regularmente. O tratamento, segundo Grasielly, não é mais cirúrgico. "Nós temos tido melhores resultados através do ultrassom e de um cateter que é inserido para realizar a drenagem da secreção. Mães que se submetem a este procedimento não devem parar a amamentação, nem mesmo do lado afetado".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo seu recadinhooooooooooo!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Digite seu email e receba nossas dicas!