Cursos online Faça um curso de Papelaria Personalizada
Cursos online Passo a passo para lembrancinhas

PESQUISE - USE PALAVRAS SEM ACENTO

Custom Search

segunda-feira, 12 de março de 2012

0 blogger

Sapinho é comum em bebês


É muito comum os pais perceberem em seus bebês alguns pontos brancos e escamosos que podem aparecer na língua, gengiva, parte interna das bochechas e até nos lábios. Conhecidas como sapinho, essas lesões doloridas tem nome: monilíase.

A infecção é causada pelo fungo Candida Albicans, também responsável pela candidíase. É bastante comum em bebês, especialmente naqueles com até seis meses. A monilíase também pode aparecer na região coberta pelas fraldas, onde a pele do bebê fica avermelhada e com pequenas bolhas que podem causar coceira e desconforto.

O surgimento do sapinho está ligado à baixa imunidade. "Como o sistema imunológico dos bebês ainda está em formação, o contágio é facilitado", explica a dentista Luiza Ferrari Benetti.


As mães lactantes também podem ser infectadas. "Elas estão em uma fase de adaptação com a chegada do bebê e podem estar com o sistema imunológico comprometido", adverte Luiza.

Os bicos dos seios também podem ser infectados quando o bebê está com sapinhos na região bucal. "Isso ocorre porque o fungo se prolifera com mais facilidade em locais úmidos. Por isso a mãe precisa secar bem a região após amamentar", ensina o pediatra Ary Lopes Cardoso, do Instituto da Criança do Hospital das Clínicas de São Paulo.

Cardoso adverte que o fungo da monilíase cresce naturalmente em nossa flora intestinal, mas só se manifesta quando nossa imunidade diminui. "Por isso pode surgir o sapinho em bebês que estão tomando antibiótico. O medicamento mata as bactérias e provoca o aumento do fungo que provoca a doença", ressalta o médico.

Além disso, a transmissão dos sapinhos acontece através do contato e por objetos infectados. "Experimentar do alimento na mesma colher que vai para a boca do bebê, brincar de colocar a mãozinha da criança na boca dos pais e dar beijo na boquinha dos filhos não são indicados, pois podem infectar o bebê", avisa a dentista Luíza.

Portanto, é fundamental manter o ambiente, os brinquedos e tudo que o bebê tem acesso e pode levar à boca bem limpos. "Higiene é fundamental para prevenir o sapinho", alerta Cardoso.

Como a doença está atrelada à baixa imunidade, Luiza ressalta que a boa nutrição e acompanhamento pediátrico são imprescindíveis. "Também aconselho observar a necessidade de troca de fraldas e manter o bebê sempre limpo e sequinho na região genital para evitar a manifestação do sapinho", sugere Luiza.

Segundo o médico Ary Lopes Cardoso, o tratamento para o sapinho é simples. "É receitado um antifúngico que vai curar a doença em pouco tempo e acabar com o desconforto do bebê", explica. "Também indico que limpem a região infectada com uma gaze embebida em água bicarbonatada, inclusive os bicos dos seios da mãe", orienta.

A dentista Luiza ressalta que os pais podem procurar um odontopediatra para iniciar o tratamento. "Este profissional dará orientações para evitar que o sapinho se espalhe, vai ensinar a cuidar das lesões e pode receitar o antifúngico específico", informa Luiza. Quando a mãe é contaminada com a monilíase, ela também precisa fazer o tratamento. Isso é fundamental para que não haja reinfecção de forma cíclica entre mãe e filho.

Outra precaução necessária é habituar o bebê à higienização da boca desde os primeiros dias, antes mesmo do aparecimento dos sapinhos. "Após as mamadas limpe com uma gaze umedecia em água morna e filtrada a língua, a gengiva e a parte interna das bochechas da criança. Em pouco tempo o bebê abrirá a boquinha sozinho, pois recebe este cuidado como um ato de carinho e proteção", explica a dentista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo seu recadinhooooooooooo!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Digite seu email e receba nossas dicas!